Qual é o caminho para se tornar um jovem aprendiz?

Conquistar o primeiro emprego simples é tarefa árdua, o que ainda tende a deixar o candidato bastante apreensivo. Algumas pessoas ainda confundem o modelo de contratação de estagiário com o de jovem aprendiz. Mas, há certa diferença entre ambos. Continue acompanhando o post para descobrir mais informações.

Para se tornar um estagiário é preciso estar cursando o Ensino Médio, Técnico ou Superior, e ter idade mínima de 16 anos. Já para se tornar um menor aprendiz basta ter entre 14 e 24 anos de idade.

É necessário que o candidato esteja matriculado em um programa de aprendizagem, além de estar cursando o Ensino Fundamental ou Médio ou já ter concluído este último ciclo. A carga horária de trabalho depende do nível de escolaridade de cada estudante, veja abaixo.

Diferentes modalidades da jornada de trabalho

Se o estudante é aluno da Educação Especial ou dos anos finais do Ensino Fundamental II, na modalidade Profissional de Educação de Jovens e de Adultos, o período de trabalho deve acontecer de no máximo 4 horas diárias, o que totaliza 20 horas semanais.

Já para os estudantes do Ensino Superior matriculados na Educação Profissional de nível médio e do Ensino Médio regular podem ter a carga horária de até 6 horas diárias, o que totaliza 30 horas semanais.

E nos períodos de férias escolares ou que não estão programadas aulas presenciais, a carga pode se estender por até 40 horas semanais, desde que isso esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino.

Já a jornada de trabalho do jovem aprendiz é de até 6 horas diárias, o que pode chegar ao limite de 8 horas diárias. Mas, para isso, é preciso que o aprendiz tenha completado o Ensino Fundamental. Em todas as modalidades é proibido que o contrato ultrapasse o período de dois anos.

Remuneração e entidades

O aprendiz pode ser contratado no regime CLT. Neste caso, a remuneração a ser paga  é de, ao menos, o salário mínimo vigente. Para participar dos processos seletivos e ser convocado para entrevistas é possível entrar em contato com algumas entidades que fazem essa intermediação como o CIEE, por exemplo.

O CIEE costuma oferecer cursos online grátis para aprimorar o currículo dos candidatos. Também disponibiliza muitas vagas, tanto para jovens aprendizes como para estagiários. Basta acessar o site, realizar o cadastro e as vagas existentes próximas de sua localização podem ser visualizadas na plataforma.

Já o Portal do Aprendiz Legal traz as principais informações sobre o Programa Jovem Aprendiz. Outra ferramenta muito utilizada é o Espro (Ensino Social Profissionalizante). O site tem como objetivo fazer uma ligação entre empresas que estejam contratando e jovens que estão em busca de oportunidades.

Não deixe de se aperfeiçoar profissionalmente, realizando cursos e adquirindo novos conhecimentos. Assim fica mais fácil se destacar nas entrevistas e conseguir disputar uma boa vaga de emprego. Você tem dúvidas ou sugestões? Faça um comentário no nosso post e divida conosco suas experiências em relação ao assunto.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.